Anvisa e Butantan avaliam expansão da faixa etária para vacinação infantil contra a Covid-19

Dados de estudos que comprovam a efetividade e a segurança da Coronavac quando aplicada em crianças de 3 a 5 anos foram apresentados durante a reunião

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Instituto Butantan se reuniram nesta quarta-feira (9) para discutir a expansão da faixa etária para a vacinação de crianças contra a Covid-19 com a vacina Coronavac.

Conforme informações da Anvisa, na reunião foram apresentados dados preliminares de estudos que comprovam a efetividade e a segurança da vacina Coronavac, desenvolvida pela empresa biofarmacêutica Sinovac, quando aplicada em crianças de 3 a 5 anos.

Assim que for enviado o pedido de avaliação, o órgão regulador vai analisar os dados e iniciar os procedimentos para aprovar a nova vacina infantil.

No processo de aprovação da aplicação dos imunizantes em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos, a decisão da diretoria colegiada da Anvisa foi unânime e a vacina passou a ser administrada na mesma dose já aplicada nos adultos. O intervalo entre as aplicações é de duas a quatro semanas.

O Instituto Butantan pedia a aprovação da Coronavac para a faixa etária de 3 a 17 anos. Contudo, a análise técnica da Anvisa considerou que os dados apresentados eram insuficientes apenas para a recomendação destinada a crianças com mais de 6 anos.

Aprovação da Coronavac no Brasil

Em janeiro de 2022, foi aprovado o uso da Coronavac para a vacinação de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos de idade. O uso adulto da vacina já é realizado desde 17 de janeiro de 2021, início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil.

Segundo o Butantan, no Chile, os ensaios clínicos realizados com crianças trouxeram resultados melhores que os ensaios realizado com adultos. O instituto declarou que “além de sentirem menos efeitos adversos, também apresentaram maior produção de anticorpos”.

Foto: Divulgação

Fonte: ND Mais

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias