Rádios RBV

Menu

Brasil fica no 0 a 0 contra Jamaica e dá adeus à Copa

É a primeira vez, desde 1995, que seleção não passa da fase de grupos

Fonte:
Por Igor Santos - Repórter da EBC - Rio de Janeiro

No principal compromisso do Brasil na Copa do Mundo feminina de futebol, a seleção comandada por Pia Sundhage não conseguiu o gol que precisava para avançar às oitavas de final.

Após empate sem gols contra a Jamaica  nesta quarta (2), em Melbourne, as brasileiras deram adeus ao Mundial sem sequer passar da fase de grupos, algo que não acontecia desde 1995. Com quatro pontos, o Brasil terminou em terceiro no grupo F, atrás da própria Jamaica (cinco pontos) e da França (que bateu o Panamá por 6 a 3 e chegou a sete pontos, em primeiro).

Precisando vencer para garantir a classificação (um empate tornaria necessária uma combinação de resultados para avançar), Pia Sundhage promoveu uma mudança de impacto nos onze minutos iniciais. Após começar no banco e entrar somente nos últimos minutos nos dois primeiros jogos da seleção, Marta foi escalada como titular.

- Publicidade -

Durante cerca de 20 minutos, as coisas andaram bem para o Brasil, mas não por algo que a própria seleção estivesse fazendo. Marta Cox abriu o placar para o Panamá diante da França em Sydney com um golaço de falta, aos dois minutos. Naquele momento, o Brasil tinha a combinação de resultados que precisava para se classificar mesmo empatando.

Quando Lakrar empatou para a França, aos 21, a figura mudou e, assim como era esperado, a vitória se fez obrigatória. Na primeira etapa, usando principalmente o lado esquerdo do ataque, o Brasil até criou. Tamires apareceu bem para finalizar por duas vezes, aos 19 e aos 38, mas em ambas oportunidades a finalização foi defendida por Rebecca Spencer.

Em outra jogada pela esquerda, o cruzamento encontrou Ary Borges na área. A arma que rendeu a ela dois gols na estreia, a cabeça, não foi tão eficiente desta vez e a finalização aos 23 saiu por cima do gol.

A Jamaica, completamente dedicada a se defender, terminou o primeiro tempo sem nenhuma finalização. O Brasil beirou os 60% de posse de bola. Mas não fez a pressão que se esperava. Àquela altura, a França ia para o intervalo já goleando o Panamá por 4 a 1.

Segundo tempo: mais posse, menos criatividade do Brasil

Na volta do intervalo, Ary Borges deu lugar a Bia Zaneratto. Nos primeiros minutos, a impressão era de que o Brasil assumiria uma posição mais incisiva no campo de ataque para de fato pressionar as jamaicanas.

No entanto, logo se viu que a seleção se tornou refém da falta de criatividade e do nervosismo. Insistindo em jogadas aéreas, o Brasil tinha a bola, mas pouco finalizava. Esbarrava na forte defesa do país caribenho (que entrou em campo sem ter sido vazada e assim terminou) e nos erros de passe.

Em uma última cartada de desespero, Pia Sundhage sacou, de uma vez, três jogadoras – uma delas Marta – quando restavam menos de dez minutos para o fim. Andressa Alves, Duda Sampaio e Geyse entraram, mas não alteraram o andamento da partida.

Geyse teve a melhor chance ao receber já na área com ângulo para chutar, pela esquerda, mas a finalização saiu completamente torta.

Já no fim, Andressa Alves cobrou falta direto nas mãos de Spencer. No derradeiro lance do jogo, o Brasil colocou todas as suas jogadoras – inclusive a goleira Letícia – no ataque em uma cobrança de escanteio. Após intenso bate-rebate, a bola sobrou para Debinha, que cabeceou mirando o canto direito, mas Spencer novamente chegou a tempo para encaixar.

Com o apito final, o gramado do Estádio Retangular foi tomado pela emoção, desde o choro alegre das jamaicanas, classificadas ao mata-mata pela primeira vez na história, às lágrimas de decepção das brasileiras.

Participe do grupo no Whatsapp do Portal RBV e receba as principais notícias da nossa região.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Últimas Notícias

Duas apostas de Santa Catarina levam R$ 40,9 mil na Mega-Sena

Duas apostas de Santa Catarina levam R$ 40,9 mil...

Preço do boi segue estável e oferta de carne bovina cresce

Dados mostrados na quinta-feira (20) apontaram que o preço...

Previsão do Tempo: Santa Catarina com melhorias no tempo

A previsão do tempo para Santa Catarina nesta sexta-feira...

Hospitais enfrentam lotação por doenças respiratórias e dengue

Santa Catarina está passando por um momento crítico em...

Inverno em Santa Catarina não deve ter períodos longos de frio

O inverno em Santa Catarina, assim como em todo...

Mais Lidas da semana

Morador de Rio das Antas está desaparecido

Um morador de Rio das Antas está desaparecido desde...

Vítima de acidente entre Monte Carlo e Fraiburgo segue em estado grave

O jovem Winícius Matheus Moreira, 24 anos, vítima de...

Grave acidente envolve dois caminhões e uma carreta em Videira

Um grave acidente envolveu dois caminhões e uma carreta...

Pessoas ficam feridas após engavetamento em trevo de Videira

Um engavetamento envolvento três veículos deixou pessoas feridas na...

Acidente na Marginal Sul em Videira deixa mulher ferida

Na manhã desta sexta-feira (14), um acidente na Marginal...

Outros Tópicos Interessantes