Acadêmicos visitam Usina Hidrelétrica de Itaipu

A viagem foi organizada pela professora Natália Cristina T. Bleichvel e a acadêmica Mariane Prandini

A UNIARP, por meio do curso de Engenharia Civil, realizou visita técnica na Usina Hidrelétrica de Itaipu no mês de agosto. A viagem foi organizada pela professora Natália Cristina T. Bleichvel e a acadêmica Mariane Prandini.  Participaram da visita, o professor Frank Dieter Schulze, professora Natália Bleichvel e acadêmicos da 8ª e 9ª fase do curso.

No período da tarde, técnicos da usina conduziram a turma para conhecer o parque da Itaipu Binacional. A visita iniciou com uma apresentação no auditório de filme histórico apresentando desde a construção da barragem, o desempenho da usina, dentre todas as características técnicas. “No parque conhecemos o reservatório, a barragem de terra, a barragem de entroncamento, a barragem de ligação e a barragem principal. Na visita a barragem principal, identificou-se com o acompanhamento e orientação de guia a partir de técnicos, a identificação dos principais equipamentos, unidade geradora de energia, um dos geradores, cabine de controle e monitoramento entre outros”, relata o professor Frank, que recebeu material informativo relacionado a usina. O material está disponível na Biblioteca Universitária Comendador Primo Tedesco.

A Usina Hidrelétrica de Itaipu entrou em operação, em maio de 1984, onde desde então ampliou sua missão de geração de energia elétrica incluindo conceitos de responsabilidade socioambiental, através de conjunto de programas e ações para promover diretamente o desenvolvimento autossustentável especialmente entorno das comunidades regionais.

 

Itaipu 2019 02Visita técnica em ponte de estrutura em concreto

Acadêmicos do curso de Engenharia Civil da UNIARP, das turmas de Concreto Protendido e Pontes, realizaram visita técnica em obra de ponte de estrutura em concreto protendido no município de Timbó Grande.

Eles foram acompanhados pela professora das disciplinas, Natália Bleichvel e pela equipe da obra. Na ocasião o engenheiro civil da Prefeitura, João Francisco Ribeiro, egresso do curso, repassou informações sobre a estrutura já executada da ponte, como escoramento provisório, formas, pilares e vigas; observando que até então as vigas estavam somente com a armadura passiva, onde posteriormente a concretagem será executada à protensão nessas peças. Observa-se que, a ponte possui 45 metros de comprimento e 30 metros de vão livre. Vivências realizadas in loco, complementando na formação do conhecimento dos acadêmicos do curso.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Foto: Assessoria de Comunicação
Comentários
Carregando...