Aprovado projeto que institui “Janeiro Branco” em Caçador

Matéria, de autoria do vereador Clayton Zanella, prevê a realização de ações de conscientização e prevenção de transtornos mentais e promoção à saúde mental

A Câmara Municipal de Caçador aprovou nesta terça-feira (19) o Projeto de Lei, de autoria do vereador Clayton Zanella (UB), que institui no Município o mês “Janeiro Branco”, dedicado à realização de ações de conscientização e prevenção de transtornos mentais e promoção à saúde mental.

A Lei tem como objetivo chamar a atenção da comunidade para questões e necessidades relacionadas à saúde mental das pessoas e das instituições humanas, focando ações específicas durante o referido mês e relacionado ao tema, integrando o período ao calendário oficial de eventos no município de Caçador.

Ao defender o projeto, Clayton apresentou números disponibilizados pela coordenação de saúde mental de Caçador que mostram a necessidade de ações preventivas urgentes para frear o aumento de casos envolvendo problemas de saúde mental no Município nos últimos meses, especialmente com a pandemia do coronavírus.

Segundo ele, atualmente são mais de 700 atendimentos psicológicos mensais efetuados pela atenção básica e há na fila de espera cerca de 740 pacientes aguardando atendimentos nesta área. Já para a psiquiatria, a fila está entre 30 e 35 pacientes.

“Os dados mostram ainda que são em torno de 40 novos casos mensais encaminhados para atendimento, e que desde o início ano houve 320 novos casos foram atendidos pelo CAPSad. Já no CPAS II, que trabalha exclusivamente com transtornos mentais, são atendidas mais de 500 pessoas. Esses números são alarmantes, mas se considerarmos que muitas pessoas estão doentes e não buscam atendimento especializado, eles são ainda maiores”, relata Clayton.

Outro fator preocupante se relaciona ao número de psicólogos para atender a demanda, uma vez que são apenas seis, atualmente, atendendo na saúde mental do município.  “Por isso da importância de aumentarmos o quadro de vagas, não apenas de psicólogos, mas de outros profissionais da saúde mental. O alívio está na reforma administrativa que logo será enviado à Câmara e que prevê este aumento”, completa.

Diante dos casos, Clayton ratifica que a prevenção é a principal ferramenta para inibir novos casos, e que o “Janeiro Branco” poderá estimular as ações e reflexões para auxiliar as pessoas que passam por algum tipo de transtorno mental e precisam de ajuda.

Fonte: Assessoria de imprensa
Foto: Assessoria de imprensa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email