Deputado Cobalchini promove debate sobre a nova estrutura da Celesc em Caçador e região

Segundo a Celesc, serão destinados em 2019 o valor de R$ 80 milhões para o núcleo do Meio Oeste, dando destaque para a ampliação da subestação Capinzal, que vai representar incremento de 3,2% na capacidade instalada do sistema elétrico na região

O deputado Valdir Cobalchini intermediou, nesta quinta-feira, 11, uma reunião entre o presidente da Celesc, Cleicio Martins, e lideranças da região de Caçador, para tratar de demandas da região. “A relação da Celesc com Caçador é obrigatória, é uma cidade industrial, com indústria de ponta, de primeiro mundo, que exporta para todos os continentes, se ocorrer um pico de energia, afeta a produção. Mesmo que seja somente agência e não sede de regional, que Caçador seja tratada como uma cidade importante de Santa Catarina”, enfatizou Cobalchini. Foi entregue ao presidente as demandas da região. A reunião ocorreu na Associação Empresarial de Caçador.

Segundo a Celesc, serão destinados em 2019 o valor de R$ 80 milhões para o núcleo do Meio Oeste, dando destaque para a ampliação da subestação Capinzal, que vai representar incremento de 3,2% na capacidade instalada do sistema elétrico na região. Transformação de 58 km de redes monofásicas para trifásicas. Eficientização energética da Iluminação Pública das cidades de Caçador, Fraiburgo e Campos Novos.

“Estamos destinando recursos para investimentos estratégicos, que visam atender ao crescimento do mercado na nossa área de concessão (por meio da construção e a ampliação de subestações, por exemplo) e necessidades específicas do meio rural (com a substituição de redes monofásicas por redes trifásicas e a instalação de cabos protegidos), pleito antigo que beneficia diretamente o agronegócio, responsável por cerca de 30% do PIB catarinense”, explicou o presidente da Empresa, Cleicio Poleto Martins.

Segundo Cobalchini a energia para Caçador é vital, pois não se tinha energia cinco anos atrás para ampliar empresas, e foi um empenho para que uma importante empresa da cidade conseguisse um contrato de fornecimento de energia com a Celesc. “A ampliação da empresa, que duplicou seu tamanho, trouxe crescimento, desenvolvimento e emprego para a região, e outras empresas querem se instalar ou expandir, então precisamos de uma atenção, mas é perceptível que a nova gestão está empenhada. Os problemas aqui crescem, e eu como representante da região sou cobrado, e vou cobrar sempre de quem executa, pois o povo não pode mais esperar”, finalizou.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Foto: Assessoria de Comunicação