Desafios do Intercâmbio: Uma caçadorense na França e uma holandesa em Caçador

“O brigadeiro é muito bom”, disse a intercambista holandesa que foi conhecer o doce em Caçador

Uma nova cultura, nova dieta, pessoas estranhas, lugares desconhecidos e uma bagagem de oportunidades para aprender um novo idioma , fazer novas amizades e aprimorar o conhecimento de mundo. O Intercâmbio envolve tudo isso. Em meio a situações boas e alguns “apuros”, jovens entre 15 e 19 anos tem a oportunidade de fazer um intercambio por meio do programa do Rotary Internacional.

A jovem Luiza Bortoluzi, 18 anos, fez intercâmbio na França entre 2017 e 2018. Durante o seu período lá, viveu muitas experiências. Porém, em fevereiro de 2018 a casa em que ela morava acabou incendiada. E com essa experiência ela trouxe para o Brasil a sua maior lição.

“Eu sempre digo que o intercâmbio não é somente para conhecer outros lugares, é também para conhecer a si próprio, é um período de autoconhecimento. Enquanto eu estava na França e passei pela experiência do incêndio, o que eu aprendi é que o que é mais válido são as memórias que temos e as coisas que vivemos, as pessoas que temos em nosso coração. No incêndio eu perdi grande parte das minhas coisas, presentes e etc. Mas trouxe comigo esse conhecimento sobre mim mesma”, afirma Luiza.

Agora em Caçador, Luiza recebe em sua casa a intercambista Stefani Bos. Natural da Holanda, Stefani vive há muito tempo na Bélgica. Ela está há seis semanas em Caçador e está encantada com as coisas que está aprendendo aqui. “Bom.. inicialmente eu achei que era um local turístico, com praias. Fiquei surpresa quando cheguei aqui. Mas mesmo assim eu gostei muito da cidade. As coisas são bem diferentes e na culinária experimentei coisas muito boas, como por exemplo o brigadeiro”, disse Stefani.

 

Sobre o Intercâmbio do Rotary

Pessoas de 15 a 19 anos de idade têm a oportunidade de conhecer outras culturas, aprender novos idiomas e ampliar seus horizontes. Os Rotary Clubs patrocinam o programa em mais de 100 países, transformando os nossos jovens em verdadeiros cidadãos do mundo.

 

Quais são os benefícios?

  • Desenvolver suas habilidades de liderança
  • Conhecer novas culturas e idiomas
  • Fazer amizade com jovens de outros países
  • Tornar-se cidadãos globais

 

Qual a duração do programa?

O intercâmbio de longa duração cobre todo o ano letivo. Os participantes moram com diferentes famílias anfitriãs e estudam em escolas locais.

O intercâmbio de curta duração pode durar de alguns dias a até três meses e é geralmente estruturado como excursão, estadia em casas de família ou acampamento de jovens no período das férias.

 

Quanto custa participar?

Hospedagem e mensalidades escolares são cobertas. Cada programa varia, mas geralmente os estudantes são responsáveis por:

  • Passagem aérea (ida e volta)
  • Seguro-viagem
  • Despesas com passaportes e vistos
  • Gastos durante o intercâmbio e qualquer viagem ou excursão adicional
  • Como posso me inscrever?

Você precisa ter de 15 a 19 anos e contatar o Rotary Club da sua cidade para saber que opções estão disponíveis e obter mais informações sobre o processo seletivo.

 

 

 

Fonte: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Foto: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Comentários
Carregando...