Escolas recebem o acompanhamento pedagógico da Inteligência Educacional

Os professores e gestores da rede municipal de ensino de Caçador, receberam durante uma semana o acompanhamento pedagógico da Inteligência Educacional. Este é um trabalho que está sendo desenvolvido com a educação infantil, através dos livros “Todos Somos Gênios”, com o objetivo de trabalhar o socioemocional de cada criança.

“Nosso objetivo com o projeto, é desenvolver nas crianças, de forma lúdica e divertida, a consciência sobre as emoções de si mesmo e das pessoas ao seu redor. Além de enriquecer o conhecimento, através das experiências, valorizando as diversidades físicas e emocionais que compõem a singularidade de cada ser humano”, afirma a coordenadora de educação infantil, Rosana Barzotto.

Esse suporte, da Inteligência Educacional, estará acontecendo durante todo o desenvolvimento do projeto. “O acompanhamento pedagógico é um importante momento onde realizamos visitas em todas as escolas que desenvolvem o projeto, conversando com todos os professores e gestores envolvidos. É um encontro onde privilegiamos a escuta ativa dos relatos, debatemos alternativas para possíveis dúvidas e dificuldades”, enfatiza a consultora de ensino da Inteligência Educacional, Marina Leães Minhote.

“Durante a visita, nos deparamos com profissionais muito empenhados e comprometidos com o desenvolvimento da educação socioemocional e ouvimos relatos significativos sobre o impacto positivo deste trabalho, não só para as crianças da educação infantil, mas também para os profissionais da escola e, principalmente, para as famílias, que através do livro “Arquitetos da Emoção”, estão cada vez mais próximas de seus filhos e da escola”, complementa Marina.

A professora da EMEB Hilda Granemann de Sousa, Gisele Carlin dos Santos, relata que a partir da aplicação do projeto, foi notório o crescimento da equipe. “Quando iniciamos com o projeto, primeiramente trabalhamos o nosso socioemocional, para depois repassar o conhecimento às crianças. Já estamos notando a diferença no comportamento dos alunos em sala de aula. Este projeto vem a somar na qualidade de ensino de cada unidade escolar”, relata a professora.

“Este material vem para contribuir com o autoconhecimento da criança, possibilitando conhecer, respeitar e valorizar as diferentes culturas. Compreendendo essas habilidades socioemocionais, as crianças poderão reconhecer seus sentimentos, emoções e comportamentos e saberão como agir em cada situação”, finaliza a secretária de Educação, Lenira Carneiro.