FIESC e Sindicato lançam campanha de valorização do setor de móveis e madeira

A campanha tem como slogan: “Onde tem madeira tem tecnologia, tem emprego e tem desenvolvimento”

Lançamento oficial ocorreu na noite desta terça-feira, 26, em Caçador. A FIESC, por meio do SENAI, lançou um curso exclusivo para atender as demanda das indústrias

A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) com o Sindicato da Indústria da Madeira de Caçador (SIMCA) realizaram na noite de terça-feira, 26, o lançamento oficial de uma campanha de valorização do setor de móveis e madeira.

A campanha tem como slogan: “Onde tem madeira tem tecnologia, tem emprego e tem desenvolvimento” e estará em outdoors, busdoor, marketing digital, rádio e outros. O setor de Móveis e Madeira congrega os segmentos de desdobramento de madeira, fabricação de produtos de madeira e fabricação de móveis.

O jantar empresarial do setor da madeira teve a presença de Gilberto Seleme, primeiro vice-presidente da FIESC, Leonir Tesser, vice-presidente regional Centro-Norte da FIESC, Daniel Tenconi, gerente executivo Sesi e Senai, Aurélio de Bortolo, presidente do Sindicato da Indústria da Madeira de Caçador, equipe técnica do SENAI, imprensa, lideranças e empresários de Caçador e região.

A FIESC, por meio do SENAI, lançou um curso exclusivo atendendo demanda das indústrias. O curso técnico em processamento da madeira tem o propósito de alavancar a produtividade da região, proporcionando profissionais mais qualificados.

Para 2020, SESI e SENAI ofertam para as empresas do setor da madeira de Caçador e região, o curso técnico em processamento da madeira, concomitante com o ensino médio através do EJA Profissionalizante.

FIESC e Sindicato SENAIO vice-presidente regional Centro-Norte da FIESC, Leonir Tesser destacou que o setor em Caçador é referência internacional e o curso técnico em processamento da madeira vai favorecer ainda mais os processos produtivos. “Temos que aproveitar a expertise e estrutura do SENAI para melhorar os processos na indústria. São recursos que estão disponíveis para as indústrias, para melhorar a qualificação dos trabalhadores”, declarou.

FIESC e Sindicato LeonirO primeiro vice-presidente da FIESC, Gilberto Seleme destacou os investimentos que estão sendo feitos nas unidades do SENAI para favorecer ainda mais a qualificação dos trabalhadores das indústrias. “Temos que mostrar nossa qualidade de ensino, com o curso técnico que foi criado para atender as demandas das indústrias, para qualificar o trabalhador”, comenta.

FIESC e Sindicato GilbertoAurélio de Bortolo, presidente do Sindicato da Indústria da Madeira, afirma que a indústria de base florestal de Caçador possui o melhor design de madeira do mundo, além de outras atuações de grande destaque em mercados internacionais. “Somos referência e nosso desafio agora é valorizar este trabalho. As empresas de base florestal são certificadas, ambientalmente corretas, realizam investimentos constantes em tecnologia e inovação”, afirma.

Presidente do Sindicato da Madeira de Caçador

Fonte: Ass. Imp. FIESC
Foto: Ass. Imp. FIESC
Comentários
Carregando...