Jovem que apedrejou adolescente no bairro Martello é preso pela Polícia Civil

Tentativa de homicídio seria uma retaliação diante de outro crime ocorrido minutos antes na rodovia Engenheiro Lourenço Faoro

A Polícia Civil, em ação conjunta entre policiais da Central Regional de Plantão Policial de Caçador, da Divisão de Investigação Criminal e de Lebon Régis, prendeu na manhã deste sábado, 5, um jovem, de 18 anos, responsável por agredir e apedrejar a cabeça de um adolescente, de 16, no bairro Martello, fato ocorrido por volta das 6h.

A investigação teve início após dois adolescentes darem entrada no Hospital Maicé, vítimas de tentativa de homicídio, sendo que um deles havia sido atingido por arma branca, na região abdominal, e o segundo com quadro de traumatismo crânio-encefálico, decorrente de ter recebido pedradas na cabeça.

Ademais, a suspeita era a de que o adolescente que fora atingido por pedradas na cabeça, seria o autor da facada desferida contra o segundo adolescente. Imediatamente, foram empreendidas inúmeras diligências a fim de apurar os fatos e identificar o autor das agressões perpetradas contra o adolescente que teve traumatismo craniano, sendo que após várias verificações, conseguiu-se esclarecer a autoria do crime. Assim, foi possível realizar a prisão do suspeito, o qual foi preso em sua residência enquanto dormia.

“Apurou-se que esse jovem estava acompanhado de cerca de outros 5 indivíduos no momento das agressões contra o adolescente, porém, segundo depoimento testemunhal, o jovem que foi preso seria o líder desse grupo, inclusive, foi o responsável por atirar a pedra sobre a cabeça do adolescente enquanto este já estava caído ao chão. Ao que tudo indica, a ação desse grupo têm relação com o tráfico de drogas”, afirmou o delegado plantonista Diones de Freitas, responsável pelo caso.

A partir de agora, as investigações ficam ao encargo da Divisão de Investigação Criminal de Caçador, responsável pela continuidade e conclusão da apuração dos fatos.

No tocante ao estado de saúde dos adolescentes, segundo informado pelo médico legista, ambos estão em estado grave, em tratamento junto ao CTI do Hospital Maicé, todavia, o caso do adolescente apedrejado é mais delicado, pois as lesões no cérebro foram gravíssimas.

Fonte: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Comentários
Carregando...