Júri popular condena jovem a 10 anos de prisão por homicídio e tentativa de homicídio

Crimes aconteceram em 20 de janeiro do ano passado, em Taquara Verde

Jonas de Oliveira, de 22 anos, foi condenado a 10 anos e oito meses de reclusão pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio ocorridos no dia 20 de janeiro do ano passado, em Taquara Verde. A sentença foi definida, após quase 12h de júri popular, nesta quinta-feira, 7.

Os jurados entenderam que o réu, após uma briga generalizada em via pública, esfaqueou Pedro Antunes, de 28 anos, e tentou desferir facadas em Clairton Serafim Antunes Júnior, na época com 17 anos. Pedro chegou a ser socorrido por populares, mas morreu a caminho do hospital.

A promotora Luciana Leal Musa, que fez a acusação em plenário, considerou o resultado como bastante justo e adequado aos fatos.

O juiz de direito, Gilberto Kilian dos Anjos, que presidiu a sessão, fez uma avaliação dos trabalhos durante o júri popular. O magistrado explica também os recursos que definiram a pena.

O advogado de defesa, Cristiano Frederico Correa de Souza, passou mal e teve que ser hospitalizado durante o andamento do júri.

Após a leitura da sentença, Jonas foi novamente recolhido ao Presídio Regional de Caçador, onde deverá cumprir a pena em regime inicialmente fechado.

Fonte: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Foto: Cleriton Freire/Caçador Online
Comentários
Carregando...