Morre o ex deputado Marco Tebaldi

O político de 61 anos estava internado na UTI de um hospital particular na cidade

Morreu neste domingo (13) o ex-prefeito de Joinville Marco Tebaldi. Ele tinha 61 anos e estava internado no Hospital da Unimed, em Joinville. Há dois anos ele vinha lutando contra um câncer no pâncreas e há pouco mais de dez dias, o político havia sido submetido a um procedimento no canal da bílis e contraiu uma infecção bacteriana. Desde então, estava na UTI do hospital. A morte foi confirmada às 19h10. Tebaldi deixa três filhos e um neto.

Tebaldi foi vice-prefeito de Joinville entre 2000 e 2002, e prefeito entre 4 de abril de 2002 até 31 de dezembro de 2008. Assumiu o cargo após a renúncia de Luiz Henrique da Silveira, que concorreu a governador, e foi reeleito prefeito em 2004 no primeiro turno. Também ocupou cargos como deputado federal, secretário estadual de educação, secretário municipal de habitação e presidente da Amae (Agência Municipal de Águas e Saneamento). Atualmente, era presidente do PSDB de Santa Catarina.

Em agosto de 2017, Tebaldi foi diagnosticado com câncer no pâncreas e realizou uma cirurgia em 2018 para retirada do tumor. Em junho de 2019, sofreu um infarto e passou por uma cirurgia de desobstrução nas veias do coração. A Câmara de Vereadores de Joinville preparava a entrega do título de Cidadão Honorário de Joinville para o ex-prefeito em cerimônia que ocorreria em 14 de outubro.

História e legado

Nascido no distrito de Capo-Erê, no dia 31 de janeiro de 1958, em Erechim (RS), Tebaldi estudou Engenharia Sanitária e Ambiental na Universidade Federal de Santa Catarina, curso completado em 1984; e tinha pós-graduação em Hidrologia pela USP. No ano seguinte à formação, atuou como professor substituto na instituição nos cursos de Engenharia Civil e Sanitária e Ambiental na UFSC.

Chegou em Joinville em 1986, depois de ter passado em um concurso público da Prefeitura, e coordenou o projeto Mangue como chefe do Núcleo de Bacias Hidrográficas de Joinville. Em 1992, foi convencido pelo então deputado estadual Wittich Freitag a participar das eleições para a Câmara de Vereadores de Joinville. Foi o segundo vereador mais votado naquele ano e, logo depois de assumir, tornou-se Secretário Municipal de Habitação, cargo que ocupou até 2000.

Em 2000, foi vice-prefeito eleito com Luiz Henrique da Silveira. Assumiu a prefeitura em 2002, quando Luiz Henrique licenciou-se do cargo para concorrer a governador de Santa Catarina. Dois anos depois, concorreu a prefeito tendo Rodrigo Bornholdt como vice-prefeito, e foi eleito em primeiro turno.

Em 2012, concorreu novamente à Prefeitura e ficou em quarto lugar. Na época, era deputado federal — havia sido eleito em 2010 e foi reeleito em 2014. Licenciou-se do mandato em março de 2011 para assumir o cargo de Secretário da Educação do Estado de Santa Catarina, que ocupou por um ano, até março de 2012.

Após encerrar a última legislatura na mesma época em que obtia a aposentadoria pela Prefeitura de Joinville, Tebaldi foi eleito presidente estadual do PSDB em 4 de maio de 2019. Na época, afirmou que tinha interesse para passar sua experiência a futuros líderes.

“Estou disponível para ajudar e quero me dedicar à questão partidária, discutindo temas, aprofundando questões, montando chapas estratégias. Enfim, tenho uma boa experiência de pelo menos 30 anos na gestão partidária e muitos pleitos com êxito”, comentou ele, em janeiro de 2019.

Fonte: NSC Notícias
Foto: Divulgação
Comentários
Carregando...