Motorista que atropelou Thaiane se apresenta à polícia

Rapaz de 32 anos alegou que não viu a adolescente devido à escuridão da rodovia em obras

O motorista que atropelou e matou Thaiane Baldissera Machado, 16 anos, se apresentou à polícia nesta quarta-feira, 18. Ele compareceu na delegacia de Caçador acompanhado do advogado e foi ouvido por cerca de 30 minutos. Depois foi liberado.

Segundo o investigador Cláudio Sanchez, responsável pela delegacia de Rio das Antas, o rapaz, de 32 anos, alegou que não viu Thaiane devido à escuridão da rodovia que está em obras. “Ele alegou que não soube na hora se tinha batido em uma pessoa. Disse que pensou ter sido em um animal ou um cone, e por isso não parou. Só foi saber no dia seguinte que ele tinha atingido a adolescente”, revelou o investigador.

Ainda de acordo com o depoimento, o motorista disse que estava na casa dele no interior do município e emprestou o veículo de um amigo para ir até a cidade pegar uma pizza, quando ocorreu o acidente no caminho. “Ele também disse que não ingeriu bebida alcoólica e que estava a 60 quilômetros por hora. Isso iremos verificar essa situação com os depoimentos a serem colhidos a partir de agora”, acrescentou Sanchez, que espera concluir o inquérito em até 30 dias.

O acidente ocorreu na noite do último domingo na SC 135 em Rio das Antas, próximo à Ervateira Mazutti. Thaiane estava com o pai sinalizando a rodovia após um problema mecânico no carro da família, quando foi atingida por uma Saveiro. O motorista se evadiu do local sem prestar socorro à vítima.

O carro foi apreendido no dia seguinte pela Polícia Militar de Rio das Antas e o proprietário colaborou com as investigações. Já o motorista só se apresentou três dias depois.