Polícia Civil alerta pais sobre alto índice de crimes sexuais na região

O Delegado informa que dos cinco casos que chegou ao seu conhecimento em abril, 03 envolvem a troca de imagens pornográficas entre o criminoso e a vítima por meio de redes sociais

Segundo o Delegado Luis Eduardo Machado Córdova, titular da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso de Caçador (DPCAMI), número de crimes sexuais praticados contra crianças e adolescentes na cidade são preocupantes e demandam atenção dos pais para que se previna a ocorrência de tais delitos.

O Delegado, que se encontra desde fevereiro à frente da DPCAMI, explica que, desde que assumiu os trabalhos, já recebeu diversos boletins de ocorrência que noticiam a prática de crime sexual contra crianças ou adolescentes. “Apenas no mês de abril já foram registrados cinco casos de crimes sexuais infantis, o que causa preocupação”.

O Delegado informa que dos cinco casos que chegou ao seu conhecimento em abril, 03 envolvem a troca de imagens pornográficas entre o criminoso e a vítima por meio de redes sociais. Nesse caso, o criminoso adiciona a vítima no facebook ou até mesmo no WhatsApp e inicia diálogo com ela, tudo com a finalidade de fazê-la se exibir de modo sexual. Os casos demonstram que, num primeiro momento, o autor do crime busca ganhar a confiança da criança para, num segundo momento, solicitar fotos suas se exibindo de forma sexual. Aliás, os casos demonstram que o criminoso inclusive encaminha fotografias íntimas suas às crianças, com a finalidade de encorajar a criança a também mandar. “Nesses casos o criminoso pratica o delito previsto no art. 241-D do Estatuto da Criança e do Adolescente, que é punido com pena de prisão de 01 a 03 anos”.

O Delegado ainda informa que a Delegacia, recentemente, tomou conhecimento que um garoto de 13 anos teria sido abusado sexualmente por seu vizinho durante o ano de 2018, fazendo inclusive com que o garoto, após o fato, desenvolvesse pensamentos suicidas – fato que está sendo devidamente apurado.

Luis Eduardo também conta que, nessa semana, foi registrado um Boletim de Ocorrência por meio do qual uma menina de 11 anos noticiou que foi abordada por um homem em uma camionete branca próximo a sua escola, sendo que o indivíduo, enquanto conversava com a menina, tirou o pênis para fora da calça, exibindo-a à infante.

Diante dessa notícia, o setor de investigação da DPCAMI buscou imagens de câmeras de segurança na escola e proximidades, chegando à identificação do autor um dia após o registro da ocorrência. Nesse caso, o autor foi conduzido à Delegacia, local em que confessou o crime sexual.
Portanto, visando prevenir a incidência de tais crimes, o Delegado recomenda que os pais monitorem as redes sociais de seus filhos, especialmente se crianças, acompanhando com quem eles trocam mensagens em suas redes. Ainda, o Delegado esclarece que a descoberta da identidade do indivíduo que mostrou o pênis à garota de 11 anos só foi possível porque havia câmera de monitoramento de boa qualidade no local e proximidades, motivo pelo qual se reforça a necessidade de estabelecimentos de ensino manterem câmeras de segurança em suas dependências, especialmente nos locais de entrada e saída de alunos.

Por fim, o Delegado informa que a DPCAMI se encontra de portas abertas à comunidade, sendo que qualquer indicativo de crime sexual contra crianças e adolescentes deve ser imediatamente comunicado à Polícia Civil, a fim de que se busque a identificação e responsabilização do autor do crime.

Fonte: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Foto: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Comentários
Carregando...