Polícia Civil identifica acusado de homicídio em Lebon Régis

Osni de Jesus Cardoso é suspeito de ter matado a tiros o dono de uma serraria

A Polícia Civil de Lebon Régis identificou o suspeito de um homicídio ocorrido na última quarta-feira, 18, em uma serraria nas margens da SC-355. Na ocasião, a vítima, um empresário do ramo madeireiro, foi morto por disparos de arma de fogo.

O suspeito do crime foi identificado como Osni de Jesus Cardoso. Após representação da Polícia Civil, e parecer favorável do Ministério Público, a prisão temporária do acusado foi decretada pelo Poder Judiciário. Após várias diligências na região, o suspeito ainda não foi localizado.

A Polícia Civil conta com a ajuda da população de Lebon Regis e região. O acusado é considerado foragido da justiça e pode estar armado. Caso alguém o veja deve acionar imediatamente a Polícia Civil através do número 181 ou através do telefone e WhatsApp para o número 049-99171-1389. “Garantimos o sigilo das informações”.

A vítima

André Wigand Neitzke, de 41 anos, foi morto a tiros nesta quarta-feira, 18. Ele é natural de Benedito Novo e estava “tocando” uma serraria na em Lebon Régis há pouco tempo. Segundo a Polícia Militar, o homem socorrido com vida, mas morreu no hospital Santo Antônio.

De acordo com o boletim de ocorrência, André tinha ferimentos na cabeça, no ombro direito, no braço esquerdo e na região da barriga.

Duas testemunhas, que prestam serviços na serraria da vítima e que o encontraram e levaram para o hospital, estavam relatando os fatos aos policiais, quando médico que fazia o atendimento informou o óbito.

No local do crime, os policiais constataram manchas de sangue pelo chão, em ambiente aberto à frente do escritório, um estojo semelhante ao de calibre 22, um boné ao chão e um relógio próximo aos demais itens citados

O trabalho policial continua em busca do suspeito, motivação do crime e outros fatos. André foi sepultado em Benedito Novo. Ele deixa esposa e dois filhos.