UNIARP presta esclarecimentos sobre mudanças nas práticas acadêmicas

Alterações foram alvo de críticas por parte de acadêmicos

A Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP) está promovendo desde 2018 mudanças para garantir melhor qualidade de ensino com novas práticas acadêmicas.

As mudanças foram alvo de críticas por parte de acadêmicos e motivo de uma manifestação, realizada na noite de sexta-feira, 12.

Estas práticas envolvem um controle rígido com relação ao cumprimento do horário de aulas. A UNIARP não admite aulas que não sejam trabalhadas em sua integralidade, além de reduzir muito as saídas antecipadas e reduzir também o descumprimento do horário estabelecido de aulas.

O professor Dr. Anderson Antônio Mattos Martins, reitor da UNIARP esclarece ainda que o processo avaliativo foi incrementado com práticas que se traduzem em um maior rigor acadêmico, exigindo-se uma maior carga de leitura e de estudo por parte dos acadêmicos, para que estes estejam preparados para avaliações interpretativas e consequentemente preparados para exames dos conselhos profissionais, como também, para o ENADE. “Resumindo, aqui não se vendem diplomas. Aqueles que, por mérito acadêmico forem aprovados, seguirão até o final do curso e assim serão graduados. Esse é o compromisso da UNIARP com a sociedade e com toda a região, a de auxiliar de maneira positiva na formação de seus acadêmicos e fomentar por meio da educação o desenvolvimento regional, com egressos capacitados humana e tecnicamente para o exercício de suas profissões”, afirma.

Fonte: Ass. Imp. UNIARP
Foto: Ass. Imp. UNIARP