Liberada a colheita do pinhão e expectativa é de boa safra

Epagri estima que Santa Catarina colha entre 40% e 60% a mais de pinhão do que no ano passado

A partir desta quinta-feira, 1 de abril, finalmente está liberada a colheita e venda de pinhão em Santa Catarina e a expectativa é de boa safra. A data foi definida por uma lei, estabelecida em 2011, com o intuito de,  sobretudo preservar a espécie, evitando assim a colheita ainda verde e possibilitando a preservação da espécie, afinal a araucária é considerada ameaçada de extinção.

Estimativa

Para este ano, a Epagri estima que Santa Catarina a colheita do pinhão proporcione uma safra entre 40% e 60% maior do que a do ano passado. A estimativa é feita a partir de levantamentos que os extensionistas fazem com os agricultores.

Para o gerente regional da Epagri em Lages Jose Marcio Lehmann, apesar da elevação na produção, a safra ainda será menor do que em um ano normal.

Preparo

A forma de preparar o pinhão pode ser de várias formas, como conta a moradora da comunidade de Imbuial interior de Videira, Elizandra Alves de Andrade, no entanto ela ressalta que a tradicional sapecada de pinhão não pode faltar.

Colheita

Osni de Oliveira conta  ainda que no ano passado a colheita foi muito abaixo da média, mas que neste ano o cenário está diferente.

Cuidados

Lehmann comenta que apesar de a previsão para 2021 ser de uma safra ainda abaixo do normal, a melhora deixa os agricultores otimistas. Ele pede ainda muito cuidado as pessoas que colhem o pinhão nas araucárias para que assim não sejam vítimas de acidentes registrados todos os anos.

Fonte: Rádio Videira/RBV Notícias

Edição e Produção: Fabiano Trindade/Ramon Gabriel

Veja mais no reportagens relacionadas no RBV Agro clicando aqui

Veja mais reportagens em nosso canal no YouTube

Receba diariamente em seu smartphone notícias do Meio Oeste de Santa Catarina, do estado, do Brasil e do mundo. Salve portanto em seus contatos o WhatsApp do RBV Notícias e envie uma mensagem: (49) 99129-4258.

Assim, com o RBV Notícias você fica sabendo das informações em destaque nas cidades de Caçador, Videira, Tangará, Capinzal e de quase 50 municípios em toda a região do Alto Vale do Rio do Peixe.