Fiscalização contra Covid-19 se intensifica em Caçador

A força-tarefa contra a Covid-19 volta a intensificar as fiscalizações em estabelecimentos para assegurar o cumprimento dos decretos e portarias vigentes em Caçador. O objetivo é garantir que todos os locais garantam a segurança sanitária diante da pandemia.

Neste fim de semana, um estabelecimento foi interditado por estar em desacordo com as regras sanitárias e outros três foram notificados. O trabalho continuará rígido nos próximos dias.

“Solicitamos à população que continue observando as regras sanitárias como o uso de máscara, distanciamento entre as pessoas, álcool em gel, enfim, todas as medidas de prevenção a Covid-19”, afirmou o tenente da Polícia Militar, Célio Alvarenga.

O trabalho da força-tarefa é composto por Polícia Militar e Civil, Guarda Municipal, Bombeiros Militar e Vigilância Sanitária.

Região da AMARP segue em risco gravíssimo

Na atualização mais recente da Matriz de Risco Potencial, divulgada pelo Governo do Estado, a região da Associação dos Municípios do Alto Vale do Rio do Peixe (AMARP) permanece em nível gravíssimo, o indicativo mais alto do painel.

Com esse indicativo, algumas atividades estão com funcionamento restrito, como é o caso das missas e cultos, além dos eventos sociais e atividades esportivas recreativas.

Números da Covid-19 em Caçador

O boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira, 11, aponta que Caçador tem 2955 casos confirmados, com 2645 curados. Desde o início da pandemia, 69 caçadorenses foram a óbito em decorrência da doença.

O Hospital Maicé está com 100% da UTI Covid ocupada. São 12 pacientes internados. Na ala clínica, em isolamento, são 16 pacientes internados, uma ocupação de 50%.