Rádios RBV

Menu

“Fora do eixo”: Fintech foca estratégia em empresas do interior

Com uma história inspiradora, João Nicastro viu o sonho de menino pobre se tornar realidade

Fonte:
Assessoria

Confiança é a marca principal do negócio. Com uma história inspiradora, João Nicastro viu o sonho de menino pobre se tornar realidade. Seu primeiro negócio foi numa caixa de isopor, aos 10 anos, em que vendia geladinho. “Eu me orgulho disso: sempre quis empreender! Sonhar é preciso, mas nunca foi fácil. Foi muito trabalho, mas deu certo”, recorda o empresário paranaense, que teve o primeiro emprego como office-boy e chegou a diretor financeiro. Hoje ele comanda a fintech J17, que nasceu em Londrina e quer ter a força da ‘Faria Lima’, mas no interior do Brasil.

“Nosso DNA, nossa alma está no interior. Nascemos e crescemos aqui. Nada mais justo que o foco do nosso negócio também esteja centrado, hoje em dia, neste importante pedaço do mercado”. Esta é a visão do CEO e fundador da fintech J17, João Nicastro. A empresa, que tem sede em Londrina, Norte do Paraná, oferece aos seus clientes produtos financeiros digitais e está no mercado de crédito há mais de 20 anos.

Dentro do modelo regulatório, o J17 é uma Sociedade de Crédito Direto (SCD) e pode operar 100% dos seus produtos e serviços por meios digitais mas, por uma escolha estratégica e vocação, o atendimento dos clientes é personalizado. A Instituição Financeira, outorgada pelo Bacen (número 451), tem como principais serviços, além dos tradicionais de uma instituição financeira, o crédito consignado, antecipação de saque aniversário do FGTS e linhas de crédito para empresas.

- Publicidade -

“Estamos aqui para atender os empresários do interior, de todos os portes e tamanhos, pois conhecemos a necessidade de cada um. Ofertamos produtos de investimento e crédito personalizados. Nosso primeiro raio de trabalho é Londrina e região, região metropolitana de Curitiba, Santa Catarina e Rio Grande do Sul”, pontua José Manuel Catarino Barbosa, diretor de estratégia.

José Manoel Catarino Barbosa

Em sua maioria, instituições como a nossa estão nos grandes centros. “Viemos para mostrar que as empresas do interior podem ser e ter as suas fintechs e o J17 fornece toda a estrutura, sistemas, serviços e inteligência para dar esse atendimento e suporte”, explica Nicastro. Segundo o empresário, a distância e dificuldade dos empresários do interior para acessar os recursos nos grandes centros ainda trava o crescimento de muitas cidades e o J17 que reduzir este problema. j17bank.com.br

“Fazemos parte de um grupo consolidado, altamente regulado e investido por três fundos coligados. Somos uma startup jovem, rápida e digital, mas que tem um corpo diretivo maduro nos mercados de capitais, financeiros, bancários, de tecnologia e governança”, analisa João Nicastro. Até parece um projeto conservador, mas é a responsabilidade de um time muito experiente e que conquistou a confiança do mercado, comenta o empresário.

Moderno, mas à moda antiga

“A modernidade facilitou a nossa vida, mas também deixou os relacionamentos distantes e as pessoas com medo, especialmente quando o assunto é dinheiro e finanças. Nós somos modernos: temos tecnologia, segurança e robôs, mas sempre temos alguém pronto para atender o telefone”, exemplifica o CEO João Nicastro, dizendo que o cliente é quem escolhe o melhor canal para as conversas. Aliás, ainda hoje, João gosta de visitar e ouvir as principais empresas clientes do J17, com ele próprio diz: “somos modernos, mas à moda antiga”.

Rodada de investimentos

Recentemente o J17 Bank, empresa que faz parte do grupo da J17 SCD S.A., recebeu uma segunda rodada de investimentos do Fundo Metropolitana. O aporte, de cerca R$ 10 milhões, visa focar em tecnologia e segurança para a massificação de produtos de crédito. Isso vai gerar uma melhor experiência de negócios para os parceiros, promotores, correspondentes e clientes, além de posicionar a empresa na busca de uma meta arrojada: ocupar um espaço relevante entre as 5 maiores instituições brasileiras que distribuem produtos de crédito massificados através de parceiros. “Teremos a plataforma tecnológica mais moderna do Brasil e mais conectada com o consumidor”, explica João Nicastro.

A primeira rodada de investimentos ocorreu em 2021 e foi liderada pelo Fundo Metropolitana, preparando o J17 para ingressar no mercado, provendo toda a infraestrutura de serviços financeiros para contas digitais, transações do SPB, SPI, meios de pagamentos e cartões.

História inspiradora

João Nicastro e J17 são uma história única. Garoto nascido de uma família simples de Arapongas, Norte do Paraná, o empresário conta que tomou gosto pelos negócios ainda muito pequeno, observando seu irmão e colegas. “Depois da aula eles saiam pelas ruas para vender geladinho e eu também queria ter o meu dinheirinho. Acabei fazendo um empréstimo para comprar uma caixa de isopor, os materiais e iniciei meu próprio negócio”, relembra com emoção. Aos 14 anos Nicastro entrou numa empresa como office-boy, de onde saiu como diretor financeiro, para abrir mais uma empresa, que originou o J17 e a cultura do grupo. j17bank.com.br

“Nosso orgulho é ser uma instituição financeira do interior, das pequenas e grandes cidades. Conhecemos os costumes da nossa gente, que valoriza uma prosa e a confiança. Sabemos o que esse cliente precisa e queremos ajudá-lo a crescer. Somos sofisticados quando o assunto é segurança, tecnologia e serviços, mas não abrimos mão da nossa essência simples”, finaliza o CEO e fundador João Nicastro, reforçando o fato de que ele esteve “do outro lado da mesa”por muitos anos e sabe com propriedade, as dores e necessidades do empresário do interior.

Ah, e sobre o futuro? “Como estamos num mercado muito regulado, vamos seguir, como sempre fiz na vida, aprendendo e com um passo atrás do outro, até a gente se tornar por exemplo, um banco múltiplo”. Um belo passo para quem começou vendendo geladinho.

Participe do grupo no Whatsapp do Portal RBV e receba as principais notícias da nossa região.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Últimas Notícias

Pinheiro Preto se prepara para a Festa de São Pedro

O município de Pinheiro Preto se prepara para celebrar...

Master Chef Mãe Sulita está com inscrições abertas

Master Chef Mãe Sulita está com inscrições abertas até...

Unimed Videira e Fraiburgo realizam campanha para ajudar gaúchos

As unidades da Unimed em Videira e Fraiburgo estão...

Caminhão com donativos para o RS tomba em Seara

Caminhão com donativos para o RS tomba em Seara,...

Profissionais de saúde irão ao estado gaúcho para uma força tarefa

Profissionais de saúde de Caçador irão para o Rio...

Mais Lidas da semana

Quem são os videirenses que morreram no acidente na BR-116

A cidade de Videira está em luto pela morte...

Homem morre com tiro no peito em Iomerê

Homem morre com tiro no peito em Iomerê neste...

Dois mortos e um ferido grave em acidente na BR-282

Dois mortos e um ferido grave em acidente na...

Carro com placas de Caçador se envolve em acidente fatal

Carro com placas de Caçador se envolve em acidente...

Veículo capota em trecho sem asfalto na SC-135

Um veículo Focus capotou na SC 135 entre Rio...

Outros Tópicos Interessantes