Governador autoriza edital para contratar empresa responsável por projeto de restauração da SC-350

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, realizou na manhã desta segunda-feira, 14, a assinatura de uma série de editais com o objetivo de melhorar a trafegabilidade em rodovias do Grande Oeste do Estado.

O pacote de infraestrutura contempla o lançamento de edital para contratação de empresa para elaboração de projeto de restauração da SC-350, no trecho de 57 quilômetros entre Caçador e BR-153, e do trecho de 25 quilômetros entre Lebon Régis e Santa Cecília.

As assinaturas dos 10 editais lançados pelo Governo aconteceram durante o ato de inauguração da SC-120, entre Curitibanos e São José do Cerrito.

O governador lembrou que o setor de infraestrutura foi escolhido como prioridade quando assumiu o Estado, em janeiro de 2019. O chefe do Executivo estadual ressaltou ainda que a realização dos projetos aponta obras que serão prioritárias para a gestão estadual até o fim do mandato, em dezembro de 2022.

“Esses projetos visam contemplar demandas antigas de todo o Oeste, desde o Meio-Oeste até o Extremo Oeste. Queremos atender os pleitos trazidos pela bancada dessa região, composta por 16 deputados. Vamos fazer isso também com o apoio da Federação Catarinense de Municípios (Fecam). Talvez não tenhamos avançado tanto quanto gostaríamos em 2020, em função da pandemia e eventos climáticos, mas esse também será um ano de projetos, um ano incubador”, reforçou o governador.

Além desta obra, a região contou com editais também para a implantação e pavimentação da SC-451, entre Fraiburgo e Frei Rogério; projeto de restauração com aumento de capacidade da SC-120, no trecho entre Curitibanos e Lebon Régis; e projeto de restauração da SC-452, entre Fraiburgo e Brunópolis, via Monte Carlo.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, conta que o Governo fez um planejamento para investir R$ 4,4 bilhões em infraestrutura até 2022. Desse montante, boa parte virá de recursos próprios, além de eventuais financiamentos, quando o Estado recuperar a nota B junto à Secretaria do Tesouro Nacional.

“Fizemos um planejamento por etapas. Agora estamos finalizando uma primeira etapa de pacote de projetos, mas não serão apenas estes até 2022. Gradativamente, vamos incorporando outros projetos. Além de ter essa carteira, nós vamos executar essas obras. Pretendemos começar as execuções a partir do próximo ano”, afirmou o secretário Vieira.

VEJA TAMBÉM