Rádios RBV

Menu

Julho Amarelo alerta sobre a testagem e o tratamento das hepatites virais

O exame das hepatites, tanto B como C, estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS)

Fonte:
NUCOM - Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)

Campanha Julho Amarelo alerta sobre a testagem e o tratamento das hepatites virais B e C, consideradas Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). A campanha da Secretaria de Estado da Saúde (SES) tem o objetivo de incentivar as ações de vigilância, prevenção e controle da doença silenciosa que se não tratada a tempo podem causar sérios danos à saúde como cirrose ou câncer hepático e, até mesmo, levar à morte.

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA NOTÍCIAS

As hepatites virais podem causar sintomas como cansaço, tontura, enjoo e/ou vômitos, febre, dor abdominal, pele e olhos amarelados, mas o aparecimento desses sintomas são pouco frequentes.

- Publicidade -

A médica infectologista, Regina Célia Santos Valim, gerente de Vigilância das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), Aids e Hepatites Virais da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE/SC), ressalta a importância da testagem para o diagnóstico precoce da doença e realização do tratamento adequado.

Veja também

Projeto que combate a violência obstétrica entra em vigor em SC

SC tem mais de 350 mil casos suspeitos e 272 mortes por dengue

”O exame das hepatites, tanto B como C, estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de todo território catarinense. Recomendamos que todas as pessoas procurem essas unidades para fazer o seu teste e saber o quanto antes se são portadoras ou não dessas duas doenças, ou da hepatite B ou da C, e ser tratada adequadamente no serviço de saúde”, alerta a médica.

Além da testagem, existem outras formas de prevenção para essas infecções. Para a hepatite B há vacina oferecida gratuitamente na rede pública de saúde. A primeira dose deve ser aplicada no bebê logo ao nascer e as demais doses (vacina pentavalente) aos 2, 4 e 6 meses de idade.

Pessoas não vacinadas nesta faixa etária podem receber a vacina em qualquer momento, independentemente da idade, em um esquema de três doses.

Já para a hepatite C, não existe vacina contra a infecção, mas é importante se prevenir não compartilhando com outras pessoas qualquer objeto que possa ter entrado em contato com sangue, como: seringas, agulhas, alicates, escova de dente, e outros objetos de uso pessoal, além de sempre usar preservativos nas relações sexuais.

Hepatites em Santa Catarina

Em Santa Catarina, os casos de hepatites virais são mais frequentes em homens com idade entre 30 a 59 anos, sendo que na Hepatite B, a incidência acontece entre 30 a 49 anos, já na Hepatite C, entre 40 a 59 anos.

Portal RBV nas redes sociais

YouTube

Facebook

Instagram

TikTok

Participe do grupo no Whatsapp do Portal RBV e receba as principais notícias da nossa região.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Últimas Notícias

Enfrute retorna a Fraiburgo de 23 a 25 de julho

Faltam menos de duas semanas para o 18º Enfrute...

Falta de espaços para sepultamentos em Caçador será debatida

A Câmara Municipal de Caçador promove na próxima terça-feira...

Cigarrinha do milho é tema de evento da Comissão de Agricultura

A cigarrinha do milho foi tema de evento da...

Estado autoriza retomada do contorno viário de Rio das Antas

O governador em exercício Mauro de Nadal assinou, nesta...

Safra de maçã encerra com produção quase 24% menor em SC

A safra de maçã encerrou com produção quase 24%...

Mais Lidas da semana

Carreta com toras tomba e deixa cinco feridos na SC-350

Em Lebon Régis, uma carreta com toras tombou e...

Feto é encontrado em banheiro em Caçador

Um feto foi encontrado no banheiro da Rodoviária de...

Polícia investiga e nega que feto tenha sido encontrado em Caçador

Denúncias informaram que um feto havia sido encontrado em...

Bebê de 16 dias morre em acidente de trânsito

Um bebê de 16 dias morreu em acidente de...

Homem é preso suspeito de estupro em Caçador

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção...

Outros Tópicos Interessantes