Rádios RBV

Menu

Plantio de abóbora: produtor colhe frutos de até 85 kg

Diego Maculan cultiva 50 hectares de abóbora cabotiá e abóbora de pescoço

Fonte:
Murilo Roso / RBV Notícias

O plantio de abóbora tem sido destaque em uma propriedade rural no município de Santa Cecília, no Planalto Norte catarinense. Da lavoura do Diego Maculan saem milhares de toneladas desse alimento, que está presente na mesa de muitos brasileiros.

O carro chefe é a abóbora cabotiá, reconhecida por sua casca verde-escura e polpa amarela alaranjada. Após o cozimento, essa variedade fica com textura macia e um sabor delicioso. Todavia, Diego também trabalha com o plantio de abóbora de pescoço, e já chegou a colher uma pesando 85 quilos.

Saiba mais na reportagem:

- Publicidade -

Veja outras reportagens do RBV Agro:

Pinhão macaco: doce e tardio

José Luiz Petri recebe título doutor honoris causa

Plantio de abóbora é aposta de Diego há 14 anos

Diego conta que se identifica com a atividade desde a infância. “Sou filho de agricultores e me criei na roça. Passei minha infância cuidando das abóboras que eram plantadas no meio do milho”.

O produtor comenta: “anos depois minha mãe faleceu de câncer, meu pai veio morar na cidade e eu me formei técnico agrícola. Conheci um pessoal que trabalhava com abóbora e resolvi plantar Desde então lá se vão 14 anos na atividade”, conta Diego.

Há oito anos Diego se casou e passou a morar em Santa Cecília, onde hoje se dedica no plantio de abóbora em uma área de 50 hectares. Segundo ele, a cultura se adaptou muito bem ao clima da região, mesmo diante de temperaturas frias. Segundo ele, o primeiro passo para o cultivo é a correção do solo.

Depois do solo corrigido com calagem e adubação corretas, o plantio da cabotiá pode ser feito através de sementes ou mudas, e tem uma particularidade. Por ser uma variedade híbrida, a lavoura precisa de abóboras polinizadoras na proporção uma para quatro.

Comercialização

No planalto norte catarinense, onde está localizada a propriedade de Diego, o plantio de abóbora é de outubro a dezembro, e a colheita de janeiro a maio. A venda é para centros distribuidores de hortifruti de São Paulo e Campinas.

“As mais bonitos vão para o Ceasa e as que apresentam alguma imperfeição são vendidas para uma fábrica que processa as abóboras e adiciona à ração de animais”, acrescenta. Para o próximo ano, a ideia do produtor e fazer uma parceria com uma empresa para exportar as abóboras para a Europa.

Para a reportagem do RBV Notícias e do RBV Agro, Diego ensinou uma receita de abóbora cabotiá (ou kabocha) caramelizada.

Participe do grupo no Whatsapp do Portal RBV e receba as principais notícias da nossa região.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Últimas Notícias

Previsão do Tempo: Santa Catarina com final de semana de sol

A previsão do tempo para Santa Catarina neste final...

Construção industrializada de obras escolares é discutida

Construção industrializada de obras escolares é discutida em evento...

RBVerde será realizado neste sábado (08) em cinco cidades

O RBVerde será realizado na manhã deste sábado, 08...

Pampa, campeão olímpico de vôlei, morre aos 59 anos em SP

O campeão olímpico de vôlei André Felippe Falbo Ferreira,...

Voo de Florianópolis para Lisboa é confirmado pela TAP

Voo de Florianópolis para Lisboa é confirmado pela TAP...

Mais Lidas da semana

Acidente na SC 135, em Pinheiro Preto, deixa vítimas

Na manhã desta sexta-feira (07), por volta das 08h00,...

Aposta de Caçador fatura R$ 91 mil na Mega Sena

Uma aposta realizada em Caçador faturou R$ 91 mil...

Caminhão capota e colide em pinheiro na SC-355

Um caminhão caçamba capotou e colidiu em um pinheiro...

Família pede ajuda para cirurgia de bebê com doença rara em Caçador

Em Caçador, uma família está unida em uma campanha...

Mulher fica ferida em acidente no bairro Reunidas

Uma mulher ficou ferida em um acidente na manhã...

Outros Tópicos Interessantes