Rádios RBV

Menu

Quebra de dormência em frutíferas é tema de evento em Videira

Quebra de dormência em frutíferas de clima temperado, como pêssego, maçã e uva, é crucial aos fruticultores do Meio-Oeste catarinense

Fonte:
Portal RBV

Quebra de dormência em frutíferas de clima temperado, como pêssego, maçã e uva, é um assunto crucial aos fruticultores do Meio-Oeste catarinense, e foi tema de um evento na quinta-feira (20), no município de Videira. Promovida pela ACIAF, por meio do Núcleo de Fruticultura, CREA SC, Epagri, Scientfruti, Basf e AEAC.várias palestras foram realizadas ao longo da manhã no pavilhão da comunidade de linha Aparecida. O evento abordou os desafios climáticos que impactaram a produção local em 2023 e discutiu estratégias para a próxima safra.

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA NOTÍCIAS

Na oportunidade, especialistas compartilharam conhecimentos, a exemplo da apresentação do Professor e Mestre Charles Seidel, engenheiro agrônomo da Epagri, que discutiu os efeitos climáticos adversos sobre a fruticultura na região. Ele mencionou a transição de El Niño para La Niña, com previsões de menos chuva e temperaturas mais amenas, alertando para possíveis geadas e a necessidade de sistemas de irrigação para controle.

- Publicidade -

Outro ponto alto do evento foi a palestra do pesquisador aposentado da Epagri José Luís Petri sobre a brotação das frutas de clima temperado. Petri ressaltou a importância desse processo como o início de um novo ciclo produtivo, fundamental para garantir uma boa safra. A qualidade da brotação e floração afeta diretamente a produção, tornando a quebra de dormência uma etapa essencial.

O pesquisador Arlindo Rech Filho, da Epagri em Videira, enfatizou a necessidade de decisões assertivas durante as safras de 2024/2025. Ele destacou que, dado o cenário climático variável, é crucial adotar tecnologias adequadas para a quebra de dormência, especialmente para espécies precoces já em brotação.

Veja também

Inverno em Santa Catarina não deve ter períodos longos de frio

Menor temperatura do Brasil foi registrada em Caçador

Everlan Fagundes, agrônomo e pesquisador, reforçou a importância do evento para capacitar fruticultores e técnicos. Segundo Fagundes, iniciar bem o ciclo com uma quebra de dormência eficiente aumenta a quantidade de ramos e flores, resultando em maior produção de frutos de qualidade.

O evento sobre quebra de dormência em frutíferas de clima temperado foi um passo significativo para preparar os fruticultores da região do Alto Vale do Rio do Peixe para os desafios climáticos e para a otimização da produção na próxima safra.

Portal RBV nas redes sociais

YouTube

Facebook

Instagram

TikTok

Participe do grupo no Whatsapp do Portal RBV e receba as principais notícias da nossa região.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Últimas Notícias

Cigarrinha do milho é tema de evento da Comissão de Agricultura

A cigarrinha do milho foi tema de evento da...

Estado autoriza retomada do contorno viário de Rio das Antas

O governador em exercício Mauro de Nadal assinou, nesta...

Safra de maçã encerra com produção quase 24% menor em SC

A safra de maçã encerrou com produção quase 24%...

Curitiba tem o menor bonsai de araucária do mundo

O bonsaísta Renato Hoenig fez o que parecia impossível...

Nego Di e esposa são alvos de operação em SC por lavagem de dinheiro

O influenciador digital Nego Di e esposa são alvos...

Mais Lidas da semana

Carreta com toras tomba e deixa cinco feridos na SC-350

Em Lebon Régis, uma carreta com toras tombou e...

Feto é encontrado em banheiro em Caçador

Um feto foi encontrado no banheiro da Rodoviária de...

Polícia investiga e nega que feto tenha sido encontrado em Caçador

Denúncias informaram que um feto havia sido encontrado em...

Bebê de 16 dias morre em acidente de trânsito

Um bebê de 16 dias morreu em acidente de...

Jovem com “a pior dor do mundo” faz vakinha para fazer eutanásia

Uma jovem brasileira está promovendo uma vakinha virtual para...

Outros Tópicos Interessantes