Rádios RBV

Menu

Setor de serviços cresce de 3,0% nos últimos 12 meses

Setor cresceu 0,4% em novembro em relação a outubro; no indicador acumulado do ano, o volume de serviços mostra alta de 2,7% frente ao mesmo período de 2022

Fonte:
InfoMoney

O volume de serviços no Brasil cresceu 0,4% em novembro em relação a outubro, interrompendo assim uma sequência de três meses de resultados negativos do setor, de acordo com dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgados nesta terça-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve queda de -0,3%.

Os dados vieram abaixo da estimativa de analistas, segundo o consenso da Reuters, que previa alta de 0,5% na leitura mensal de novembro e queda de 0,2% na anual.

No indicador acumulado do ano, o volume de serviços mostra alta de 2,7% frente ao mesmo período de 2022. Já o acumulado dos últimos 12 meses, o crescimento é de 3,0%.

- Publicidade -

O setor de serviços está 10,8% acima do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia) e 2,6% abaixo de dezembro de 2022 (o auge da série histórica).

A alta em novembro de 2023 foi acompanhado por três das cinco atividades de divulgação: outros serviços (3,6%); profissionais, administrativos e complementares (1,0%) e serviços prestados às famílias (2,2%).

As únicas retrações do mês foram dos transportes (-1,0%) e dos serviços de informação e comunicação (-0,1%), com a primeira atividade emplacando o quarto revés consecutivo, com perda acumulada de 5,3%; e a última em ligeiro decréscimo (-0,1%), após assinalar ligeira variação positiva em outubro (0,2%).

Ainda na série com ajuste sazonal, o índice de média móvel trimestral foi de -0,1% no trimestre encerrado em novembro de 2023 frente ao nível do mês anterior.

Entre os setores, duas das cinco atividades recuaram frente ao nível do trimestre terminado em outubro: transportes (-1,1%) e informação e comunicação (-0,2%). Já outros serviços (1,6%), serviços prestados às famílias (1,0%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (0,4%) avançaram em novembro.

Veja também

Preço do aluguel residencial sobe 16% em 2023

Ferrovias de SC movimentaram 6,7 milhões de toneladas em 2023

Regiões

Em 12 das 27 unidades da federação, houve expansão no volume de serviços em novembro de 2023 frente ao mês imediatamente anterior, acompanhando o acréscimo no resultado do Brasil.

Entre os locais com taxas positivas nesse mês, o impacto mais importante veio de São Paulo (1,1%), seguido por Paraná (2,4%), Mato Grosso (3,1%) e Mato Grosso do Sul (4,8%). Já as principais influências negativas no mês vieram de Rio Grande do Sul (-2,0%), Distrito Federal (-2,6%), Maranhão (-7,6%) e Amazonas (-4,8%). 

Turismo

O índice de atividades turísticas teve retração de 2,4% em novembro ante outubro, o segundo resultado negativo consecutivo, período em que registrou uma perda acumulada de 3,4%.

Com isso, o segmento de turismo se encontra 2,2% acima do patamar de fevereiro de 2020 e 5,0% abaixo do ponto mais alto da série, alcançado em fevereiro de 2014. 

Regionalmente, dez dos 12 locais pesquisados acompanharam este movimento de retração verificado na atividade turística nacional (-2,4%).

As influências negativas mais relevantes ficaram com São Paulo (-1,0%) e Bahia (-7,0%), seguidos por Minas Gerais (-2,6%), Paraná (-5,3%) e Ceará (-9,4%). Em sentido oposto, Santa Catarina (0,7%) e Espírito Santo (0,9%) assinalaram os únicos avanços em termos regionais. 

Transportes

O volume de transporte de passageiros no Brasil recuou 2,9% em novembro frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, a terceira taxa negativa seguida, período em que apontou perda acumulada de 6,5%.

Dessa forma, o segmento se encontra, nesse mês de referência, 7,3% abaixo do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia) e 28,5% abaixo de fevereiro de 2014 (ponto mais alto da série histórica). 

Por sua vez, o volume do transporte de cargas apontou expansão de 0,6% em novembro de 2023, após assinalar queda acumulada de 4,5% entre agosto e outubro. Dessa forma, o segmento se situa 3,9% abaixo do ponto mais alto de sua série (julho de 2023). Com relação ao nível pré-pandemia, o transporte de cargas está 37,9% acima de fevereiro de 2020.

fafaa

Participe do grupo no Whatsapp do Portal RBV e receba as principais notícias da nossa região.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Últimas Notícias

Novos espaços de lazer são entregues em Videira

A Prefeitura de Videira entregou novos espaços de lazer...

RBV Notícias – 22/05/2024 – Edição 1038

Reunião discute a implementação de voos comerciais da Azul...

Operação policial resulta em seis pessoas conduzidas à Delegacia de Caçador

Operação policial resulta em seis pessoas conduzidas à Delegacia...

Começa consulta a maior lote de restituição do IR da história

A partir das 10h desta quinta-feira (23) começa consulta...

Vagas de emprego em Caçador: confira o quadro Tem Vaga

Vagas de emprego em Caçador e região somam dezenas...

Mais Lidas da semana

Carro capota no interior de Rio das Antas

Os Bombeiros Militares de Rio das Antas atenderam na...

Incêndio atinge casa em Videira

Um incêndio atingiu casa em Videira, na segunda-feira (13),...

Produto químico causa transtornos em escola de Caçador

Um incidente com produto químico causou transtornos na Escola...

Polícia prende homem foragido da justiça em Videira

Polícia prendeu homem foragido da justiça em Videira na...

Lotofácil tem 14 apostas catarinenses entre as vencedoras

Lotofácil teve 14 apostas catarinenses entre as vencedoras que...

Outros Tópicos Interessantes