Governo do Estado e iniciativa privada debatem ações de prevenção à peste suína africana

Segundo o governador, o momento é de atenção.

O governador Carlos Moisés debateu com autoridades públicas e um representante da iniciativa privada ações de prevenção à peste suína africana (PSA) na tarde desta quarta-feira, 22, em Florianópolis. O Governo do Estado vem intensificando as atividades de defesa agropecuária após a notificação dos primeiros focos da doença nas Américas. Santa Catarina é o maior produtor e exportador de carne suína do Brasil. Além do governador, participaram do encontro o secretário de Estado da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural, Altair Silva, o presidente da Cidasc, Plinio de Castro, e o gerente executivo do Sindicarne, Jorge Luiz de Lima.

Segundo o governador, o momento é de atenção. Ele lembra que não há casos notificados no Brasil desde a década de 1980. Apesar disso, a peste suína africana está presente em mais de 50 países, entre eles a República Dominicana e o Haiti – estes são os primeiros registros da doença no continente americano em mais de 30 anos.

“Estamos atentos a essa situação. Santa Catarina possui um status sanitário diferenciado e precisamos lutar para mantê-lo. Nossa economia depende fortemente do agronegócio, portanto estamos intensificando os trabalhos a fim de evitar que a doença retorne e traga prejuízos financeiros ao nosso Estado”, afirma o governador.

 

 

Com informações do Governo de Santa Catarina