Vereadores de Ibiam aprovam convênio com Hospital de Tangará

Sessão extraordinária foi realizada na terça-feira (03) para tratar sobre dois projetos

Às 18h desta terça-feira (03) os vereadores de Ibiam reunidos de forma remota participaram de sessão extraordinária para tratar sobre o Projeto de Lei nº 749/21, que trata de revogação de legislação municipal que concedeu revisão anual dos servidores de Ibiam de 2021 e Projeto de Lei nº 750/21 que autoriza o Município a firmar convênio com Hospital de Tangará.

A presidente da Câmara, vereadora Cassia Costa Pivetta (PP) solicitou o parecer da Comissão Especial sobre às matérias. Sendo, que os membros seguiram interpretação jurídica e manifestaram favoráveis aos projetos.

Antes de colocar o PL nº749 para apreciação dos demais vereadores, Miguel Feliceti (MDB) pediu vista. Ao antender o pedido, a presidente delegou prazo de 24 horas, tendo em vista que o projeto tramita em regime de urgência.

Miguel justifica uma análise mais aprofundada da questão para não cometer injustiças com servidores do legislativo e executivo. Julga que é necessário uma ação conjunta para encontrar uma alternativa que não prejudique ninguém.

Em discussão o Projeto de Lei nº750/21, o vereador Célio Lucas Ramos (MDB) manifestou a importância de mais um acesso  a rede hospitalar para atendimento à população. Finalizou, pedindo o apoio na aprovação do projeto.

Em votação o PL nº750 foi aprovado por unanimidade.

A presidente encerrou a sessão convocando para a sessão ordinária remota na mesma data, às 19h30.

 

 

Saiba Mais

O convênio do Município de Ibiam com o Hospital Municipal Frei Rogério de Tangará vigorará entre 10 de agosto até 31 de dezembro de 2021, podendo ser prorrogado pelo período de 01 (um) ano, caso haja interesse da Administração Municipal, com reajuste para manutenção do equilíbrio econômico-financeiro, utilizando o índice IPCA-E.

Fica conveniado para o atendimento de Clínica Geral, em situação de urgência e emergência, 24 horas por dia, inclusive finais de semana e feriados, de pacientes de Ibiam, ao custo mensal de R$ 8.000,00 (oito mil reais).